Lula diz que eleição na Venezuela consolida democracia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou com assessores que ficou satisfeito com o processo eleitoral na Venezuela, onde o presidente Hugo Chávez foi reeleito no último domingo. Em entrevista, nesta segunda-feira, o porta-voz do Palácio do Planalto, André Singer, disse que Lula avaliou que a eleição venezuelana representa a consolidação da democracia na América do Sul, pois transcorreu em ordem e em paz. Chávez e Lula já agendaram encontro nesta quarta-feira para um jantar, em Brasília. Singer informou que Lula receberá também, em data a ser definida, o presidente recém-eleito do Equador, Rafael Correa, nacionalista e também amigo do venezuelano. O venezuelano comemorou no último domingo a vitória nas urnas. De acordo com a Agência Bolivariana de Notícias, a primeira informação do Conselho Nacional Eleitoral mostrava que, com 78,31% das urnas apuradas, Chávez era o vencedor, com 61,35%. O candidato de oposição, Manuel Rosales, tinha então 38,39% dos votos apurados.Com a vitória, tem mandato para ficar no poder até 2011, embora tenha afirmado na campanha que, eleito, proporá mudanças na Constituição para permitir reeleições por tempo indeterminado. A atual Constituição venezuelana, aprovada durante o mandato de Chávez, só permite uma reeleição. Com Agência Brasil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.