Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Lula diz que é preciso reduzir os juros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, no Encontro Nacional de Vereadores e Deputados Estaduais do PT, que é preciso reduzir as taxas de juros e, por isso, o governo está controlando a inflação e criando programas alternativos, como o lançado na quarta-feira para o microcrédito e das cooperativas. "Precisamos fazer com que o sistema financeiro baixe os juros ou ganhe dinheiro investindo em outras coisas e não apenas comprando títulos do governo", afirmou o presidente. E acrescentou: "É lógico que a taxa de juros é alta. Quem não sabe? Agora não é este juro que está matando o povo. Este juro está dificultando o papel do Estado de investir". Lula explicou que o objetivo do governo ao criar alternativas ?foi permitir que uma pessoa que queira comprar uma televisão vá até a Caixa Econômica e pegue um empréstimo com juros mais baixos", e não pague até 116% de juros ao ano cobrados pelas lojas. Ele ressaltou que embora não tenha todo o dinheiro que precisa, o País está ?andando no caminho certo, no caminho que precisa ser feito". Dirigindo-se aos vereadores e deputados, o presidente afirmou querer que eles voltem para suas cidades com a cabeça erguida e digam: "Nós temos um bichino naquele governo que sabe o que quer e como fazer". "Tenho a perna curta mas os passos são largos"Lula elogiou os ministros e destacou: "Nosso compromisso não é eleitoral, é histórico, é com a história deste País". Ele acrescentou ainda que não quer ser lembrado como presidente do Brasil apenas pela fotografia dos presidentes expostas em galeria no Palácio do Planalto, mas pelas suas obras e por ter feito uma nova relação entre Estado e sociedade. "Tenho a perna curta mas os passos são largos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.