Lula diz que denúncia de Marco Valério é mentira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira (11) ser "mentira" as denúncias feitas pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza à Procuradoria-Geral da República em setembro e reveladas pelo jornal O Estado de S. Paulo. Em nota, a Direção Nacional do PT afirmou que as novas declarações se referem a uma tentativa de "delação premiada" e refletem o "desespero" de Valério para reduzir sua pena. Apontado como o operador do esquema, o empresário foi condenado a mais de 40 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal.

ANDREI NETTO, CORRESPONDENTE, Agência Estado

11 de dezembro de 2012 | 20h21

No depoimento de mais de três horas ao Ministério Público Federal, Valério disse que o esquema do mensalão ajudou Lula a pagar "despesas pessoais" e que o ex-presidente teria dado aval para os empréstimos bancários que viriam a irrigar os pagamentos de parlamentares que pertenciam à base aliada.

"Isso é mentira", afirmou Lula após ser questionado por jornalistas na saída do Fórum do Progresso Social, organizado por seu instituto e a Fondation Jean-Jaurè, em Paris. Com a frase, o ex-presidente quebrou o silêncio que perdurou ao longo de todo o dia, quando evitou falar à imprensa. Após as revelações, no entanto, Lula cancelou a sua participação em um jantar oferecido pelo presidente da França, François Hollande, à presidente Dilma Rousseff no Palácio do Eliseu. Ele era um dos convidados de honra do evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.