Lula diz que crescimento econômico impulsionará área social

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu hoje, na cerimônia de apresentação do novo avião da Embraer, o 190, que os principais objetivos do seu governo para este ano - a retomada do crescimento econômico e a geração de emprego - irão impulsionar os programas da área social. "Através disso, espero que o Brasil vença seus desafios", reiterou. Durante o breve discurso que fez, Lula elogiou a dedicação, o empenho e a qualificação dos funcionários da Embraer. "Temos de nos orgulhar da capacidade dos trabalhadores brasileiros, que estão entre os melhores do mundo", declarou Lula. O presidente falou, também, da importância da Embraer para do desenvolvimento do Brasil. Segundo ele, a atuação dessa empresa dinamiza a cadeia brasileira. Apenas na fabricação da família de jatos 170/190, a Embraer conta com 22 parceiros industriais e 120 pequenos e médios produtores de peças. Além disso, a empresa emprega atualmente mais de 12 mil funcionários e a fabricação do novo modelo (190) deverá gerar cerca mil novos postos de trabalho.Lula agradeceua doação que a Embraer fará, este ano, ao programa Fome Zero. Estão previstos cerca de 800 mil toneladas de alimentos. O presidente fez uma brincadeira em relação à fórmula utilizada pela Embraer para fazer essa doação - para definir a quantidade de alimentos a empresa vai multiplicar o peso médio dos passageiros que irá transportar este ano, por um fator que transforma este peso em um valor monetário. "Quero agradecer a adesão da Embraer ao Fome Zero e só espero que os passageiros a serem transportados sejam gordos para aumentar ainda mais as doações."O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também presente ao evento, destacou a importância da empresa no cenário econômico nacional e mundial. "Esta é uma empresa que agrega valor, traz divisas, inovação e é um passaporte para o 1º mundo", disse o governador". "Esta fábrica de talentos é um orgulho para todos nós." Diversas autoridades estiveram presentes no lançamento do Embraer 190, entre elas os ministros da Fazenda, Antonio Palocci; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Furlan; das Relações Exteriores, Celso Amorim; da Defesa, José Viegas; da Ciência e Tecnologia, Eduardo Campos; e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.