Lula diz que crescimento econômico deixa oposição nervosa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que os ataques que ele tem sofrido da oposição resultam do incômodo causado a seus adversários pelo crescimento econômico que o País tem passado nos últimos anos. "O que deixa a oposição muito nervosa é o crescimento econômico. Tem muita gente incomodada com o crescimento do emprego, das vagas nas universidades e porque as crianças estão comendo melhor", disse, em seu discurso na cerimônia do lançamento da pedra fundamental do campus da Universidade Federal de São Carlos (UFScar) no município paulista.Segundo o presidente, prova de que o País está em rota de crescimento econômico é o fato de 176 mil empregos com carteira assinada terem sido criados em fevereiro deste ano, "o mês mais fraco do ano para a geração de emprego". "E, em março, vai crescer muito mais", acrescentou.Além disso, Lula entende que a situação econômica do País está melhor hoje do que quando ele assumiu porque o preço do saco de cinco quilos de arroz está menor do que em 2003, bem como o saco de cimento custo hoje, segundo ele, a metade do preço de 2003. "Em quatro anos, acredito que vamos fazer mais do que eles fizeram em 50", disse o presidente, em ataque à oposição. Para Lula, é preciso que a oposição deixe de ser "mesquinha e pequena" e passe a trabalhar pelo País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.