Lula diz que continuará 'andando' pela América Latina

Em tom de despedida diante do fim do mandato à frente do governo brasileiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que continuará "andando" pela América Latina. Ao participar da 20ª Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizada em Mar del Plata, na Argentina, ele voltou a dizer que não vai deixar a vida política. "Sou um político latino-americano. Não vou deixar a política. Vou ter mais tempo para viajar. Quero discutir política, partidos políticos. Então, me esperem. Continuarei andando pela América Latina", afirmou.

EQUIPE AE, Agência Estado

04 Dezembro 2010 | 15h37

Lula homenageou o ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner, que morreu em outubro, referindo-se a ele como "um Maradona da política" e como alguém que fortaleceu o Mercosul. Durante seu discurso, ele lembrou ainda a vitória da presidente eleita Dilma Rousseff e afirmou que as mulheres devem tomar cada vez mais espaço na cúpula. "Os homens que se cuidem, porque as mulheres estão ocupando cada vez mais espaço. Logo, os homens serão minoria na mesa", disse.

O presidente antecipou seu retorno ao Brasil e deve chegar ainda hoje a São Paulo. A previsão era de que Lula retornasse da Argentina apenas no domingo. A assessoria de imprensa da Presidência informou apenas que a primeira agenda no Brasil será uma visita ao vice-presidente, José Alencar, internado para tratar de um câncer no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Lula Néstor Kirchner José Alencar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.