Lula diz que apoiará Eduardo Paes para reeleição no Rio

Ex-presidente participou de inauguração de corredor viário ao lado do prefeito e governador

Luciana Nunes Leal,

06 Junho 2012 | 13h53

RIO - Na segunda viagem ao Rio em um mês, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que apoiará este ano o prefeito Eduardo Paes (PMDB), candidato à reeleição, "com muito mais convicção que em 2008", quando Paes foi eleito pela primeira vez. Lula participou ao lado do prefeito e do governador Sérgio Cabral (PMDB) da inauguração de um trecho do BRT Transoeste, corredor viário que ligará os bairros de Santa Cruz e Barra da Tijuca.

Em clima de campanha, Lula disse que em 2008, quando Cabral pediu apoio a Paes, teve dúvidas. "Mas agora eu digo: valeu a pena. Farei em 2012 com muito mais convicção que em 2008", discursou Lula, que pediu desculpas pela voz enfraquecida após o tratamento contra o câncer de laringe. O presidente, o governador e o prefeito repetiram o discurso da parceria entre União, Estado e Município.

Com aparência física melhor do que na visita anterior ao Rio, Lula retomou as brincadeiras. "Pobre não gosta só de pé de galinha, a gente gosta de peito também", afirmou, aplaudido por moradores da zona oeste e operários da obra. Lula ironizou o fato de o Brasil ser a sexta economia do mundo e não fazer parte do G8. "Falta a gente comunicar ao Obama que somos a sexta economia. A gente tem direito de participar do baile, mas eles não nos convidam", declarou o ex-presidente. Da zona oeste, Lula, seguiu para Copacabana, na zona sul, onde teria um encontro com integrantes do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.