Lula diz que ainda sonha com candidatura única

O provável candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que "continua sonhando em unir todos que fazem oposição ao governo". Sem citar nomes, Lula disse que "algumas pessoas, em momentos de prepotência, de arrogância, acham impossível (a união da esquerda)" para a disputa de 2002. Na semana passada, quando esteve em São Paulo, o presidenciável pelo PPS, Ciro Gomes, disse que Lula era ?inexperiente?, e que a inexperiência era ?opção de vida? do petista.Lula afirmou que a união dos partidos de esquerda é uma tentativa de não "errar outra vez". Para o presidente de honra do PT, "não dá é para ficar na mesmice de querer ter candidatura `puro-sangue`, sozinho, outra vez, porque as pesquisas indicam que é mais difícil".O presidente de honra do PT reiterou que só em março o partido vai apresentar, após as prévias da legenda, seu candidato à Presidência. Para ele, é preciso primeiro esperar a definição de outros partidos, para analisar melhor o quadro eleitoral. "Lançar uma candidatura com um ano de antecedência só é necessário no caso de um nome desconhecido. O PT vai definir seu candidato em março." Lula justificou a definição "tardia" comparando o processo eleitoral a uma maratona. "Não é bom correr no começo. Você pode cansar no final."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.