Lula diz a Marinho que não pode atender reivindicação da CUT

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Luiz Marinho, saiu da audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros José Dirceu (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Previdência) e Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência) e informou que o presidente não atendeu às reivindicações da central em relação à reforma da Previdência. "O presidente disse que não poderia atender as reivindicações, porque o jogo (político) está na Câmara", relatou Marinho. Durante o encontro, no gabinete presidencial, diante dos fotógrafos, o sindicalista ofereceu a Lula um boné da CUT, dizendo que só o deixaria com o presidente se este atendesse às reivindicações. Ao sair do Palácio do Planalto, Marinho usava o mesmo boné. "Na minha avaliação, houve bateção (sic) de cabeça entre governo e líderes aliados no Congresso, que atrapalharam a reforma."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.