Lula deverá manter Gabrielli na Petrobras, diz Campos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá manter o atual presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, no seu posto para o segundo mandato, segundo o governador eleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Aliado e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Campos integra a comitiva do presidente Lula em sua visita à Venezuela.Conforme relatou, o forte sinal da permanência de Gabrielli surgiu de sua conversa, no último dia 31 de outubro, com o presidente Lula no Palácio do Planalto.Na ocasião, Campos quis saber de Lula com quem deveria tratar sobre a Refinaria Abreu de Lima, um projeto de parceria entre a Petrobras e a Petróleos de Venezuela SA (PDVSA) que será construído em Pernambuco. O próprio governador eleito perguntou a Lula se deveria conversar com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, uma vez que ela é considerada indispensável no segundo mandato de Lula e que tem profundo conhecimento sobre essa parceria."Fale com o Gabrielli", determinou Lula. O próprio presidente telefonou a Gabrielli e pediu atenção especial às preocupações de Campos. Na semana passada, ligou para o governador eleito para saber como fora a conversa.Para Campos, essa situação demonstra que o presidente tem confiança em Gabrielli e pretende mantê-lo no cargo, em oposição aos rumores de que o presidente da Petrobras seria escalado para um ministério na área econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.