Lula deve receber programa de inclusão digital em agosto

O Ministério das Comunicações quer apresentar até o fim do próximo mês ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o Programa Brasileiro de Inclusão Digital. Segundo o secretário executivo do ministério, Paulo Lustosa, o projeto deverá integrar os vários programas que já vêm sendo implementados por diversos setores do governo nas áreas de gestão pública, educação, comunicação, saúde, serviços interativos, cultura e entretenimento. Lustosa coordenou hoje uma reunião com representantes de ministérios e entidades públicas que desenvolverão o Modelo Brasileiro de Inclusão Digital, chamado de Casa Brasil. Para o programa, segundo Lustosa, já estão garantidos recursos do orçamento de 2004 e 2005, mas o secretário não adiantou quanto será aplicado nos diversos projetos. "Estamos juntando os pedaços", disse Lustosa.O objetivo é criar condições para a circulação de conhecimento entre empresas, cooperativas, sociedade civil, população e governo. Uma das propostas em estudo prevê para o Casa Brasil estruturas formadas por um telecentro comunitário - com vários computadores, uma rádio comunitária, um espaço multimídia e um centro de reparo de computadores. A idéia do ministério é de que o Casa Brasil se constitua em ponto de convergência de ações do governo nas área de inclusão digital, inclusão social, acesso ao mercado formal de trabalho, desenvolvimento da cidadania, desenvolvimento local e regional sustentável e geração de emprego e renda. A expectativa do Ministério é de implantar 1.000 unidades do Casa Brasil até junho de 2005 e chegar a seis mil unidades até 2007. O governo procura também uma maneira de baratear os custos para a aquisição de equipamentos, com políticas de incentivo fiscal e financiamento subsidiado para a produção de equipamentos mais baratos, como o computador popular. Também vem sendo estudada a criação de uma linha de crédito para a compra de computadores por pequenas e médias empresas, escolas, prefeituras e pela população em geral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.