Lula deve anunciar hoje o novo mínimo, de R$ 260

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciará nesta quarta-feira o novo valor do salário mínimo, que deve passar dos atuais R$ 240 para R$ 260 - 1,5% acima da inflação. Trata-se de uma vitória do ministro da Fazenda, Antônio Palocci Filho, que convenceu o presidente da necessidade de dar um aumento menor para não provocar a explosão dos gastos da Previdência. O chamado pacote do mínimo também incluirá o reajuste do salário-família, que deve saltar de R$ 13,48 por filho para R$ 25.Em conversas com assessores, nos últimas dias, Lula não escondeu a angústia. Comparou sua situação a uma encruzilhada, já que a vida inteira levantou a bandeira da recuperação do mínimo. Chegou a prometer na campanha eleitoral dobrar o poder de compra do piso até o fim do mandato, em 2006. Agora, porém, o Planalto já admite "rever" essas metas.No PT, a repercussão do aumento causou mal-estar. Dirigentes do partido destacaram que não se pode contrapor o reajuste do mínimo ao dinheiro reservado para investimentos. Nas últimas três reuniões sobre o assunto, o ministro do Planejamento, Guido Mantega, insistiu em que o governo tinha de fazer essa escolha, uma vez que havia fortes restrições orçamentárias. "O problema é que distribuir renda agora significar ir contra o ajuste fiscal do ministro Palocci", protestou o deputado Ivan Valente (PT-SP), integrante da ala radical petista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.