Lula determina liberação de R$ 2 bilhões para saúde

Decisão foi tomada em reunião da coordenação política; recursos eram pleiteados pelo ministro da área

Tânia Monteiro, do Estadão,

27 de agosto de 2007 | 19h13

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou nesta segunda-feira, durante reunião de coordenação política, o descontingenciamento de R$ 2 bilhões para atender a área da saúde. Esses recursos vinham sendo solicitados pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Segundo fontes do governo, o presidente está preocupado com a situação de saúde nos Estados.   Ficou acertado que Temporão será convidado a participar da próxima reunião de coordenação política. Na reunião desta segunda ficou definido também que o governo vai dar encaminhamento à discussão da regulamentação da emenda 29, que fixa as porcentuais de aplicação obrigatória em saúde por parte dos Estados e municípios.   Durante a reunião, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez um balanço da situação do País, enfatizando a solidez da economia. O ministro mencionou a última crise financeira e reiterou que o País apresenta crescimento sólido e tem reservas cambiais suficientes. Disse ainda que o governo está acompanhando com a atenção o desdobramento da crise. O ministro das Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia, fez um balanço sobre as últimas votações no Congresso.

Tudo o que sabemos sobre:
lulasaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.