Lula destaca 'relação histórica' com Carlos Wilson

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou ontem que Carlos Wilson, seu amigo, não esteja vivo em 2010 ?para participar de inaugurações de grandes coisas que ele ajudou a construir?. Em entrevista após participar do velório de Wilson, o presidente afirmou que ele deixa ?um exemplo de companheirismo, lealdade e solidariedade?. Lula disse que decidiu viajar ao Recife ?pela relação histórica? que manteve com Carlos Wilson, a quem conheceu em 1989.

AE, Agencia Estado

13 de abril de 2009 | 07h30

Na campanha presidencial daquele ano, Wilson era vice do então governador Miguel Arraes. ?Vim pedir o apoio dele e estabelecemos uma relação de amizade muito importante." Lula chegou ao Palácio do Campo das Princesas às 14h35, onde passou pouco mais de uma hora. Depois, viajou para Campinas, onde compareceu ao velório do deputado João Herrmann (PDT-SP).

Ex-governador de Pernambuco, ex-senador, ex-secretário de Irrigação Nacional no governo Itamar Franco e ex-presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) no primeiro governo Lula, o deputado federal Carlos Wilson Campos (PT-PE) morreu no sábado, aos 59 anos, no hospital onde se encontrava internado havia cerca de 20 dias, em Recife. Ele lutou durante quatro anos e meio contra um câncer.

Já o deputado João Herrmann Neto (PDT-SP) morreu ontem, aos 63 anos, vítima de choque térmico e edema pulmonar agudo, segundo laudo do Instituto Médico Legal. Herrmann foi encontrado morto de madrugada na piscina de sua fazenda em Presidente Alves, pela mulher, Jussara. Ele teria usado a sauna e mergulhado em seguida na piscina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaCarlos Wilsonvelório

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.