Lula destaca importância da viagem à China

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou hoje, no seu programa quinzenal Café com o Presidente, considerar que a viagem à China "será a grande viagem do governo brasileiro para fazer grandes negócios, não apenas para aumentar a relação comercial com aquele país, mas para que empresas brasileiras e chinesas possam fazer parcerias e serem criados investimentos no Brasil e lá". "Esta viagem é tão importante que já tem inscritos 412 empresários pra fazê-la. Demonstra a certeza que o governo e os empresários brasileiros têm de que esta parceria estratégica pode ser muito importante para a economia brasileira". A viagem está marcada para a partir do dia 27 próximo.Preocupação com o desempregoLula destacou a importância do emprego para a juventude do País. "Eu tenho demonstrado nesses 16 meses de governo uma preocupação com os problemas que a juventude brasileira vive hoje, seja o problema do desemprego, seja o problema da educação e seja o problema da desagregação da estrutura familiar em função da situação econômica difícil que as famílias estão passando. Nós estamos gerando empregos, porque a economia começou a crescer: de janeiro a março deste ano, segundo o Ministério do Trabalho, nós tivemos um crescimento de 347 mil novos empregos gerados, com carteira profissional assinada. Dois terços destes empregos estão sendo gerados no interior, e o mais importante é que esses 347 mil empregos criados de janeiro a março deste ano é o maior número de empregos gerados desde 1992". Sobre o que esse saldo positivo de emprego significa na prática na economia brasileira, Lula disse que isso significa que a economia está crescendo. ?Significa que vamos gerar uma parte dos empregos que nós precisamos, mas é pouco diante da quantidade de jovens que precisam de trabalhar. É por isso que estamos mandando para o Congresso Nacional mudanças na legislação do Primeiro Emprego para facilitar que um empresário contrate um jovem para trabalhar, mas ao mesmo garantindo que ele continue a estudar".As Forças Armadas formando mão de obraLula explicou ainda que o governo está fazendo um programa em que as Forças Armadas brasileiras vão recrutar 30 mil jovens a mais. ?E vão dar uma formação profissional para esses jovens em convênio com o Sesc, Sesi, Senai, para que esse jovem, além de servir às Forças Armadas brasileiras, além de aprender um pouco de civismo, ele vai aprender uma profissão, para que, ao deixar corporação, possa, com a sua carteira profissional, com o diploma que ele vai receber, arrumar um emprego e viver condignamente sustentando a sua família". O presidente salientou que além da formação militar, os jovens vão ter uma especialização. "Minha mãe dizia sempre: é preciso formar o homem, dar para ele noção de responsabilidade, noção de hierarquia, noção de civismo, aprender a gostar do seu País, aprender a gostar da sua cidade, do seu Estado, do seu povo, da sua família. Esse Soldado Cidadão tem esse objetivo - é efetivamente dar ao jovem brasileiro uma grande oportunidade. E, se Deus quiser, nós vamos fazer muito mais porque nós precisamos gerar empregos e formar bem a nossa juventude porque a nossa juventude será o Brasil de amanhã".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.