Lula desiste de ir ao MA, mas não de ajudar aliado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desmarcou as viagens que faria nesta semana ao Maranhão e ao Piauí. No Maranhão, na quinta-feira, ele pretendia prestigiar a governadora Roseana Sarney (PMDB), filha do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Mudou a estratégia, porém, considerando que sua presença em Brasília pode ser mais útil ao senador, cada vez mais ameaçado de perder o cargo de presidente.Lula também deverá conversar reservadamente com o PT. Vai exigir do partido que pare de pedir a saída de Sarney. Assessores do governo disseram que Lula desmarcou as viagens depois de receber um telefonema do presidente colombiano, Álvaro Uribe, pedindo um encontro, na quinta-feira, em Brasília. O tema da reunião seria a polêmica decisão de ceder o território da Colômbia para a construção de bases militares dos Estados Unidos.O pedido de Uribe, porém, foi o bastante para Lula cancelar também a presença no evento de lançamento das obras da Ferrovia Transnordestina, no Piauí, na sexta-feira. Segundo assessores do presidente, o cancelamento da visita às obras no Maranhão teria sobretudo o objetivo de preservar a imagem da ministra Dilma Rousseff - já desgastada por ter feito declarações públicas de apoio a Sarney.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.