Lula descarta licença para fazer campanha para Dilma

Presidente voltou a negar possibilidade de deixar o governo para ajudar na eleição de sucessora

Leonêncio Nossa e Denise Chrispim Marin, de O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2010 | 16h56

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou nesta quinta-feira, 22, por três vezes, que avalia a possibilidade de se licenciar do cargo para ajudar na campanha da pré-candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff. A uma pergunta feita após almoço oferecido ao presidente do Líbano, Michel Sleiman, no Palácio do Itamaraty, se esse seria um dos seus planos, Lula negou de forma incisiva: "não, não, não".

A suposta possibilidade de afastamento de Lula voltou a ser ventilada após nota publicada no início do mês passado pelo jornal O Globo. A publicação dizia, à época, que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), assumiria interinamente o posto, já que o vice-presidente, José Alencar, e o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), também concorreriam a cargos eletivos nessas eleições. Agora, mesmo que Lula venha a se licenciar, o cargo interino ficará na mão de Alencar, que afirmou recentemente que não concorrerá a um novo mandato.

Lula ainda reclamou dos que disseram que o governo tem interesse eleitoral com a obra da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). "Eu ouvi um cidadão dizer que isso foi político. Quem não fez política fez o apagão", disse ele, referindo-se ao governo anterior. "As usinas de Belo Monte, Jirau e Santo Antônio são coisas que nossos adversários torcem para não dar certo."

O presidente também citou a importância do empreendimento para a economia do País. "Um país que quer ser a quinta economia do mundo e oferecer ao investidor energia, tem que pensar cinco anos para a frente. E é por isso que estamos fazendo essa (Belo Monte), Santo Antônio, Jirau, Estreito e o Complexo do Tapajós", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoPTDilma RousseffLulalicença

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.