Andr? Dusek/ESTADAO
Andr? Dusek/ESTADAO

Lula deixa Instituto sem falar com imprensa sobre condenação

Ex-presidente estava no Instituto Lula, em São Paulo, quando recebeu a notícia da condenação de 9 anos e meio; À exceção de atos isolados, não houve manifestação em frente ao instituto, nem contra ou a favor

Valmar Hupsel Filho, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2017 | 21h04

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o instituto que leva seu nome, em São Paulo, por volta de 21h desta quarta-feira, 12, sem falar com a imprensa. Lula estava no instituto quando recebeu a notícia da condenação a 9 anos e 6 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triple, proferida pelo juiz Sérgio Moro. Ele pode recorrer em liberdade. 

Interlocutores do ex-presidente disseram que a condenação foi divulgada momentos antes de uma audiência entre os advogados de essa do petista e Moro, em Curitiba. À exceção de atos isolados, não houve manifestação em frente ao Instituto Lula, nem contra nem a favor do ex-presidente.

Marcio Macedo, um dos vice-presidentes do PT, um dos poucos que tiveram contato pessoalmente com Lula nesta quarta, disse que ele recebeu a notícia com a serenidade do "inocente e a indignação do injustiçado".  Após a condenação, a executiva Nacional do PT marcou uma reunião na manhã desta quinta-feira, 13, para decidir sobre a estratégia de reação política. Além de Lula,  deverão estar presentes à reunião  a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann e representantes das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Um ato chamado "Abraço ao Lula" era marcado para acontecer antes da reunião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.