Lula defende que governos combatam a miséria

Em vídeo feito em homenagem ao Dia Mundial da Alimentação, comemorado nesta quarta-feira, 16, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende que todos os governos "assumam claramente a responsabilidade de realizar programas sociais para combater a miséria". "O desenvolvimento econômico só tem sentido se for inclusivo e sustentável. Acabar com a fome é a nossa prioridade número um e deve unir governos e sociedade civil. Um mundo sem fome será um mundo mais justo e solidário", acrescentou.

AE, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 20h33

Lula diz no início da peça que estava se dirigindo "a todos que trabalham e lutam para concretizar um sonho comum: viver o dia em que nenhuma pessoa em nenhum país do mundo viva com fome". O ex-presidente brasileiro citou relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), cujo atual dirigente é o brasileiro José Graziano da Silva, que aponta que a subnutrição diminuiu 13,2% no mundo nos últimos 20 anos. A taxa, destacou Lula, foi reduzida no mesmo período em 25% na América Latina e em 40% no Brasil, mas aumentou em parte dos países mais pobres do globo, completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulamiséria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.