Lula defende planejamento familiar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quarta-feira, em solenidade em homenagem às mulheres, o sexo seguro, o planejamento familiar e a "quebra de todos os tabus e preconceitos". Ao falar de mães com menos de 21 anos que conheceu na Favela Irmã Dulce, em Teresina, no Piauí, Lula disse que a situação das mulheres não melhorará com leis, pois se trata de um problema cultural e da responsabilidade da sociedade. Para uma uma platéia formada por ministras, parlamentares, embaixadoras e representantes de organizações não-governamentais, o presidente ressaltou que também falta educação sexual para os homens, que podem ser tão inocentes quanto às mulheres numa gravidez precoce. "É possível fazer sexo seguro. É possível planejar a família da gente, não porque o governo manda castrar homem ou mulher, mas porque há um processo de educação em que as pessoas aprendem a auto-determinar quando e quantos filhos querem colocar no mundo para assumir a responsabilidade."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.