Lula defende fortalecimento das instituições multilaterais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, hoje, o fortalecimento das instituições multilaterais e a globalização dos valores da democracia, do desenvolvimento e da justiça social para a redução da ameaça do terrorismo e das armas de destruição em massa. Em discurso na reunião de líderes mundiais, promovida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) para debater a dimensão social da globalização, Lula afirmou que os mecanismos de mercado, por si só, não são capazes de assegurar o fim das desigualdades e das injustiças."O fortalecimento do sistema multilateral das Nações Unidas é fundamental para desenvolvermos estratégias integradas e consistentes que respondam aos múltiplos desafios", disse o presidente. "Globalização justa significa regimes multilaterias mais eficazes, transparentes e democráticos."Lula marcou a posição do Brasil ao defender o desenvolvimento integrado, mas com áreas de autonomia. Ao dizer que o sistema financeiro internacional deve contribuir para o crescimento da produção e a melhor distribuição de renda em nível mundial, o presidente foi taxativo: "Suas regras devem permitir aos países em desenvolvimento a necessária margem de autonomia para que construam suas infra-estruturas e apliquem políticas industriais e tecnológicas próprias."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.