Lula dá bronca em ministros que não vão a reunião do Consea

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou publicamente, durante reunião do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), os ministros que não estão participando desses encontros. "Os ministros precisam assumir a tarefa da participar de todas as reuniões do Consea. Se porventura o ministro achar que é impossível participar, que defina um membro do seu ministério que possa participar ativamente", disse o presidente. Ele reclamou que os ministros estão enviando diferentes representantes para ocupar a cadeira deles no Conselho. "Aqui muitas vezes nós tomaremos posições e não pode alguém dizer ´eu não posso fazer isso porque preciso consultar alguem´", disse Lula, referindo-se aos representantes dos ministros que não têm poder de decisão. Dos 16 ministros que integram o conselho, faltaram nove na reunião de hoje. Os ministros da Fazenda, Antonio Palocci; do Planejamento, Guido Mantega; do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto; da Educação, Tarso Genro; da Integração Nacional, Ciro Gomes; do Meio Ambiente, Marina Silva; de Promoção e Igualdade Social, Matilde Ribeiro; dos Direitos da Mulher, Nilcéia Freire; e o ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Nilmário Miranda. Guido Mantega mandou como representante o seu secretário-executivo. Participaram apenas os ministros da Agricultura, Roberto Rodrigues; da Saúde, Humberto Costa; das Cidades, Olívio Dutra; da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci; da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, Jaques Wagner; da Secretaria de Pesca, José Fritsch; e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Patrus Ananias.O presidente disse que sabe das dificuldades dos ministros de participarem do Consea, porque muitas vezes estão viajando a trabalho. Mas ressaltou que espera que o conselho possa dar "ótimas" sugestões de políticas públicas de combate à fome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.