Lula critica SP e Rio por boicotar ProJovem

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje a Prefeitura de São Paulo, que é administrada por Gilberto Kassab, do Democratas, por não ter feito a inscrição de jovens no programa do governo ProJovem, em 2008. "Depois que eu fiz uma crítica na TV, a Prefeitura inscreveu (os jovens). Um outro município que também não inscreveu foi o Rio de Janeiro, por uma questão eminentemente ideológica, mas que, na minha visão, foi de burrice, porque o dinheiro era do governo federal", afirmou Lula, referindo-se à gestão de Cesar Maia, que também é do DEM.

LEONENCIO NOSSA, Agência Estado

12 de agosto de 2010 | 15h26

No discurso durante a audiência ao Conselho Nacional da Juventude, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Lula voltou a reclamar da imprensa. Ao destacar a "pequena revolução" na área de ciência e tecnologia, o presidente disse que o avanço não foi divulgado pela imprensa. "Não saiu na imprensa, e não é porque a imprensa seja contra nós, não. A imprensa de mim gosta muito. É que às vezes notícia boa não tem importância. Não saiu."

Lula ainda ironizou a legislação eleitoral. No começo da cerimônia, ele afirmou que não poderia citar os deputados presentes porque a lei proíbe. "Na verdade a culpa é deles que fizeram a lei, não é nossa. Não sei como alguém faz uma lei que proíbe citar seu nome."

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010LulaprefeitosSPRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.