WILTON JUNIOR/AE
WILTON JUNIOR/AE

Lula critica nível do debate no Senado

'São pessoas formadas, com mais de 35 anos, que poderiam agir de forma mais civilizada', criticou o presidente

LUCIANA NUNES LEAL E ALBERTO KOMATSU, Agencia Estado

12 de agosto de 2009 | 13h04

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta quarta-feira, 12, o nível do debate entre os senadores na semana passada.

 

Em discurso de improviso durante a comemoração dos 150 anos da Igreja Presbiteriana no Brasil, Lula citou os "debates no nosso querido Senado" e em seguida, criticou: "Recentemente o nível do debate está abaixo da média de compreensão da nossa sociedade. São pessoas formadas, com mais de 35 anos, que poderiam agir de forma mais civilizada. Se agridem e mesmo o cidadão que gosta muito de política, fica sem entender o que está acontecendo", afirmou o presidente na primeira Igreja Presbiteriana do País, no centro do Rio de Janeiro.

 

Na terça-feira, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) pediu desculpas, da tribuna do Senado, pelo bate-boca com o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL). Na ocasião, Tasso se referiu ao alagoano como "cangaceiro de terceira categoria", após ter sido chamado pelo de "coronel de merda".

Lula também reclamou dos críticos do Bolsa Família que "dizem que o governo está motivando as pessoas a não procurarem trabalho".

 

"Só pensa isso uma pessoa que não conhece a pobreza, que paga R$ 100 de gorjeta depois de tomar meia dúzia de doses de uísque", disse o presidente. Lula afirmou ainda que ter chegado à Presidência da República "foi obra de Deus".

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoLulaTasso Jereissati

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.