Lula critica FHC na crise com o Canadá

O presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou hoje o presidente Fernando Henrique Cardoso por ter dado um prazo de 15 dias ao governo canadense para resolver a questão do embargo de carne. "Ele (FHC) deu 15 dias porque está sempre na esperança de que ocorra um milagre, de que aconteça algo sem que ele tenha que fazer nada. Quem sabe o Canadá muda de posição sem que ele tenha que tomar atitudes", disse Lula.Na avaliação do líder petista, o governo federal já deveria, há muito tempo, ter entrado na Organização Mundial de Comércio com uma queixa contra o governo canadense. "Essa briga não é por causa da carne contaminada, é por conta dos aviões da Embraer e o governo brasileiro não tem coragem de brigar", disse Lula.Ele criticou também o Ministério da Fazenda por não ter respondido um questionário sobre esse problema da contaminação da carne, enviado há cerca de 2 anos pelo Canadá.Segundo Lula, o mínimo que o Brasil deveria fazer era tentar alguma intervenção na Alca, como, por exemplo, mudar o calendário de importações. "Não podemos é ter uma mentalidade colonizada nas relações comerciais", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.