Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Lula critica ausência de Yeda Crusius em cerimônia no RS

Presidente defendeu que o ato de início das obras foi institucional e lamentou a proximidade do ano eleitoral

estadao.com.br,

18 de setembro de 2009 | 15h46

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou há pouco o discurso que fez na solenidade para lançamento das obras da Rodovia BR-448 para criticar a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB). Pela primeira vez, o presidente cobrou a presença de Yeda em um evento no Estado. Ela não participou da solenidade porque participou do lançamento dos serviços das ambulâncias Salvar/Samu nas cidades de Ijuí, Cruz Alta, Santo Ângelo e Três Passos.

 

Veja Também:

linkLula diz que PT esta pronto para 'ganhar eleição'

 

"Gostaria que a governadora estivesse aqui e o prefeito da capital", afirmou Lula, ao notar as ausências de Yeda e de José Fogaça (PMDB). O presidente defendeu que o ato de início das obras foi institucional e lamentou a proximidade do ano eleitoral, em 2010, afirmando que "isso começa a atrapalhar", em uma referência ao relacionamento entre potenciais adversários. A prefeitura de Porto Alegre emitiu nota informando que José Fogaça não foi convidado para a solenidade.

 

O presidente também prometeu voltar ao Rio Grande do Sul em 2010 para fazer campanha eleitoral. "Em 2010, virei aqui para falar de política", disse Lula, acrescentando ainda não ter candidatos, nem para a disputa nacional nem nos estados. Mas prometeu trabalhar para eleger um nome para dar continuidade "a tudo o que fizemos neste País".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.