Lula critica antecessores por descaso com ferrovias

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta sexta-feira, em discurso, seus antecessores pela falência do sistema ferroviário no País. Lula citou como exemplo a estrada de ferro Mariana-Ouro Preto, inaugurada hoje, como exemplo do descaso. "Foi uma irresponsabilidade de todos os presidentes do Brasil, independentemente de partido, que deixaram essa ferrovia virar ferro velho", disse ele, após um passeio de trem que contou com a presença do governador de Minas, Aécio Neves. Na quinta-feira, Aécio Recepcionou em Minas o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.No discurso de improviso de cerca de 10 minutos, Lula ressaltou que no seu governo o País passou a produzir vagões. "O Brasil não estava produzindo nem trilhos. Agora, só em São Paulo, estão sendo produzidos 10 mil vagões", afirmou. E completou: "O Brasil voltou a dizer ao mundo que o transporte ferroviário é peça fundamental no modelo de transporte que queremos."Lula também criticou os historiadores e disse que a história deveria valorizar mais a figura de Tiradentes, o Herói da Inconfidência. "Inconfidentes para quem, cara pálida? Eles eram revolucionários que lutaram pela independência do Brasil", afirmou.E destacou que uma parte da elite brasileira gosta de viajar para a Europa e baixa o nível quando faz críticas a projetos como o trem turístico do governo com a Companhia Vale do Rio Doce.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.