Lula critica antecessores e diz que fez mais pelo ensino

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje governos anteriores ao dizer que, em sete anos, está fazendo pela educação o que não foi feito em 30 ou 40 anos. Durante solenidade de lançamento do Plano de Formação de Professores da Educação Básica, Lula disse que "Deus queira" que quem vier depois dele "seja um bicho bem competente" para fazer mais 300 escolas técnicas no País e 100 campus de universidades federais, porque ele, "que era um metalúrgico considerado desqualificado", fez isso tudo que está aí.

TÂNIA MONTEIRO E LISANDRA PARAGUASSÚ, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 20h33

O presidente voltou a agradecer os parlamentares, que, segundo ele, aprovam no Congresso 99% do que é enviado para lá, muitas vezes melhorando o que foi remetido. "Pela imprensa, parece que vivemos em guerra todo o dia com o Congresso", disse, desafiando em seguida: "Analisem o que perdemos, acho que nada (em votação no Congresso)". Lula afirmou ainda que o Brasil viveu, no passado, momento de atrofiamento em muitas áreas. Segundo ele, fizeram uma "máquina de criar dificuldades e as pessoas desaprenderam a fazer as coisas" porque foi construída "uma máquina poderosa para impedir o funcionamento e uma máquina merreca para fazer".

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.