Lula convoca PMDB e pede apoio à reforma tributária

Presidente pediu empenho para que proposta seja aprovada este ano e não tratou dos cargos na Eletrobrás

Leonardo Goy, da Agência Estado,

27 de fevereiro de 2008 | 19h14

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta quarta-feira, 27, apoio do PMDB à reforma tributária, que será encaminhada nesta quinta pelo governo ao Congresso. Segundo uma fonte do PMDB, o pedido foi feito em reunião de Lula com os ministros peemedebistas e líderes do partido no Congresso, que foi marcada de última hora e gerou desconfiança.  Veja também: Lula convoca reunião com cúpula do PMDB e gera desconfiançaCarga tributária não aumentará com reforma, diz MantegaReforma tributária precisa de agilidade, dizem empresáriosVeja os principais pontos da reforma tributária   Lula pediu empenho dos ministros do PMDB e das lideranças do partido para que a proposta de reforma tributária possa ser aprovada ainda neste ano. Segundo essa mesma fonte, a questão dos cargos do PMDB nas estatais do sistema Eletrobrás não foi fechada nesta reunião.  No encontro, Lula teria dito que o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, vai definir as nomeações nos próximos dias. A discussão em torno dos principais cargos no grupo Eletrobrás se arrasta há mais de um mês. Para a presidência da Eletrobrás, o nome mais cotado é o do ex-presidente da Eletronorte, José Antônio Muniz Lopes, indicado pelo grupo político do senador José Sarney.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulareforma tributária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.