Lula convoca os prefeitos para combater a dengue

No rádio, presidente afirma que cada governante precisa assumir a responsabilidade de cuidar de sua cidade

Milton F.da Rocha Filho, da Agência Estado,

14 de abril de 2008 | 07h45

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no seu programa semanal de rádio,o Café com o Presidente, chamou a atenção dos prefeitos para que entrem no combate a dengue. Ele disse isso ao lembrar da marcha dos prefeitos deste ano, que acontece nesta semana, e que ele participou em 2003. E alertou: "Nós temos que fazer um chamamento aos prefeitos no combate à dengue, por exemplo. Ou seja, cada prefeito precisa assumir a responsabilidade de cuidar com muito carinho da sua rua, do seu bairro, da sua vila e da sua cidade".  Veja também:    Ouça a íntegra do Programa 'Café com o Presidente' Naomi Campbell participará de campanha contra dengue no Rio "Eu acho que é uma integração importante. São os entes federados trabalhando juntos, seja na construção das obras do PAC, seja na educação, seja na saúde, porque nós entendemos que o Brasil precisa ser assim para melhorar mais rapidamente, concluiu o presidente.  Logo após o chamamento, Lula disse que é preciso fazer uma convocação aos prefeitos para cuidar do ensino fundamental. "Cada prefeito precisa saber como anda cada escola no seu município. Se a escola não está bem, é preciso saber que o prefeito tem responsabilidade junto com o governo do estado, junto com o presidente da República, mas todos nós, se quisermos melhorar a qualidade do ensino, nós temos que estar juntos para fazer com que as coisas aconteçam e a meninada tenha as escolas públicas funcionando cada vez melhor e cada vez mais com qualidade".  O presidente citou a aplicação do sistema de banda larga, na comunicação via computadores. E explicou: "Vamos dotar as escolas públicas urbanas brasileiras de equipamentos que podem permitir que o nosso jovem possa aprimorar os seus estudos e possa produzir muito mais na escola".      Lula informou que hoje todas as escolas de ensino médio já têm laboratório de informática, e as escolas do ensino fundamental já começaram a receber os laboratórios. "Só este ano, serão distribuídos para nove mil escolas urbanas e três mil escolas rurais. Olha, eu acho que você permitir que as pessoas tenham acesso a um computador a um preço barato e, ao mesmo tempo, permitir que as pessoas comecem a receber banda larga na sua casa, você está permitindo o quê? É uma conquista superior do ser humano", disse o presidente. Lula lembrou que em 2004 o governo começou a discutir a questão do Computador para Todos. "Foi um trabalho imenso, para que a gente pudesse permitir que o povo mais pobre do Brasil pudesse comprar computadores. Foram vendidos muitos computadores. Só em 2007, foram comercializados dez milhões de computadores. E a previsão deste ano é que a gente continue crescendo. E é importante que cresça porque no fundo o computador é uma ferramenta de trabalho importante para a maioria das pessoas", afirmou. O presidente afirmou também que esta "é uma conquista de cidadania importante para que as pessoas possam utilizar o computador como um instrumento de melhorar a sua vida, de prestar serviço, de receber informações, de estudar. E é isso que nós estamos fazendo com o povo brasileiro e queremos que o Brasil se coloque como um dos países de melhor condição no mundo". Ainda no programa de rádio, Lula fez um balanço de suas viagens internacionais na última semana, quando foi à Holanda e à República Tcheca.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulainclusão digitaldengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.