Lula convidará PMDB para discutir novo governo, diz Tarso

O ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, comentou nesta quinta-feira, por meio de sua assessoria, que ficou muito satisfeito com a decisão do conselho político do PMDB, que aprovou a participação do partido no governo de coalizão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo sua assessoria, Tarso recebeu um telefonema do presidente do PMDB, Michel Temer, informando sobre o resultado da reunião. O ministro disse que o presidente Lula vai convidar o PMDB para aprofundar a discussão programática e a formação do conselho político."É muito importante para o País que o PMDB seja forte e unificado nacionalmente para ajudar a aprofundar as reformas de que o Brasil precisa. A unificação do PMDB é um grande impulso para a reforma política do País", completou, ainda de acordo com sua assessoria.O senador eleito pelo PMDB, Jarbas Vasconcelos (PE), foi o único do Conselho Político do partido contrário à coalizão com o governo Lula, mas acredita que esse "isolamento é temporário". "Isso dura no máximo um semestre, porque daqui a pouco começam as divergências", aposta. Apenas outros dois senadores da legenda se declaram de oposição ao governo: Garibaldi Alves (RN) e Joaquim Roriz (DF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.