Lula convida todos os ministros para ´Arraiá do Torto´

Este ano, presidente fez duas recomendações: trajes típicos e nada de política

Agencia Estado

02 de julho de 2007 | 09h32

Nada de Renan Calheiros nem de Vavá. Convencido de que é melhor esquecer por um dia a agonia enfrentada por seu aliado no Senado e os problemas com seu irmão mais velho, Genival Inácio da Silva, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou todos os ministros para mais uma edição do "Arraiá do Torto", marcada para este sábado, 30. Tradição no governo desde 2003, a festa junina deste ano mostrará um presidente animado com a manutenção de sua popularidade - indicada nas pesquisas como ativo pessoal -, apesar das dores de cabeça domésticas.Duas recomendações foram feitas por Lula e pela primeira-dama Marisa Letícia aos convidados para a pajelança do Torto: uso de trajes típicos, como manda o figurino de São João, e nada de conversa sobre política. Os mais íntimos sabem, porém, que a ressalva não inclui o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a mais nova obsessão de Lula. "O presidente está muito animado com o PAC", atesta o ministro das Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia. "Ele quer falar disso sempre, em todos os encontros."Na festa do ano passado, Lula vestiu camisa quadriculada vermelha, chapéu de palha e pôs um vistoso girassol na lapela. Com um vestido caipira, Marisa exibiu trancinhas amarelas com pisca-pisca. Nem mesmo em 2005, no auge da crise do mensalão, o presidente deixou de carregar o estandarte com a imagem de São João e de participar do "casamento" com Marisa. A primeira-dama prepara o ritual todos os anos, cumprindo promessa feita ao santo há mais de 15 anos. Dificilmente, porém, o "arraiá" ocorre no dia exato de São João, que é 24 de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
arraiátorolulamarisaministros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.