Lula convida Gil a permanecer no Ministério da Cultura

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, informou nesta sexta-feira, em São Paulo, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva o convidou a permanecer na pasta. "O presidente, muito gentilmente, politicamente, educadamente, me deu uma semana, dez dias, para eu pensar. Eu tinha manifestado a ele meu desejo de deixar o ministério, e ele me pediu que repensasse, e eu estou nesse prazo." Indagado sobre as razões que poderiam fazê-lo manter o desejo de deixar o ministério, se algo ocorrido durante a primeira gestão, Gil disse: ?Não. É cansaço. Necessidade de voltar para casa e retomar questões pessoais no sentido geral?. Segundo Gil, a dedicação ao ministério é grande e ele gostaria de voltar a se dedicar à música. ?Eu estava pensando em voltar às demandas abertas da minha vida. Já, nestes últimos dias, estou reconsiderando a possibilidade de ficar mesmo. Tenho tido conversas amplas no governo, que culminará com a conversa com o presidente, onde essas questões todas vão ser colocadas: o que é fundamental, o que é necessário hoje para a continuidade desse trabalho e nós à frente desse trabalho?.

Agencia Estado,

08 Dezembro 2006 | 18h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.