Lula confirma manutenção de Gabrielli na Petrobras

Campo de petróleo na Bacia de Santos será batizado com nome do presidente.

BBC Brasil, BBC

29 Dezembro 2010 | 18h06

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nesta quarta-feira que o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, continuará à frente da estatal durante o governo de Dilma Rousseff.

Antes do anúncio oficial por parte da futura presidente, Lula cumprimentou Gabrielli pela decisão de Dilma durante o lançamento da pedra fundamental para a construção de uma refinaria no Ceará.

Dilma e Gabrielli haviam se reunido na terça-feira em Brasília para uma conversa de duas horas na sede do governo de transição, no Centro Cultural do Banco do Brasil.

Também nesta quarta-feira, a Petrobras confirmou que um dos campos de petróleo do pré-sal na Bacia de Santos será batizado de Lula.

A área, até agora designada como Tupi, passará a se chamar "Campo de Lula", conforme a declaração de comercialidade realizada pela empresa nesta quarta-feira. Já a área de Iracema receberá o nome de Campo de Cernambi.

Havia especulações de que o apelido do presidente poderia batizar um dos campos do pré-sal por causa da regulamentação da Agência Nacional de Petróleo (ANP) que determina que campos offshore recebam nomes de animais marinhos e campos terrestres, nomes de aves.

Com a declaração de comercialidade encaminhada à ANP, a Petrobras oficializa a estimativa de petróleo e gás existentes nos dois campos do pré-sal, com base em informações coletadas desde 2006, quando o primeiro poço da área foi perfurado.

O volume recuperável confirmado tem 300 milhões de barris a mais que as estimativas brutas anteriores, segundo as quais a área guardaria entre 5 e 8 bilhões de barris. Juntas, as duas reservas somam 8,3 bilhões de barris.

No Campo de Lula, o volume recuperável é de 6,5 bilhões de barris, e no de Cernambi, 1,8 bilhão. A área batizada com o nome do presidente se torna assim o primeiro campo "supergigante" de petróleo no país, designação para campos com mais de 5 bilhões de barris recuperáveis. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.