Lula comemora PIB, mas alerta para alta de inflação

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva disse que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB),divulgado nesta terça-feira, é "prazeroso e alentador", mas queo país precisa manter o equilíbrio econômico para evitar oretorno da escalada inflacionária e garantir um avançoconstante. "Eu acho que isso é bom para o Brasil e estou convencidoque iremos manter isso por muitos e muitos anos. Basta que agente não perca o bom senso e que a gente não permita que ainflação volte", afirmou Lula à jornalistas, após participar daabertura de uma feira de produtos hospitalares. O PIB avançou 0,7 por cento em relação ao final do anopassado (menor taxa desde o segundo trimestre de 2006) --entreoutubro e dezembro de 2007, a economia havia crescido 1,6 porcento sobre os três meses anteriores. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, oPIB cresceu 5,8 por cento, segundo dados do InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Segundo o presidente, o crescimento da economia está se dandode forma sustentável e atinge vários setores, como a indústriada construção civil, de calçados, têxtil, naval, de etanol,incluindo ainda a produção de grãos. Ainda assim, Lula afirmou que ainda há desafios a enfrentarjá que o país viveu muitos "sobressaltos e altos e baixos" nosúltimos anos. "Quero que o PIB cresça mais e cresça sempre e não apenas ovôo de galinha que estávamos acostumados", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.