Lula cobra dos ministros agilidade para executar programas

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Slva, cobrou hoje dos ministros agilidade na execução dos programas de governo. "Ele (Lula) acha que isso é importante para o desempenho da economia e para a geração de empregos e distribuição de renda", disse Rebelo, que deu uma entrevista na saída da Granja do Torto após a reunião ministerial. O ministro desceu do carro e falou com os jornalistas na calçada da portaria da Granja do Torto. Rebelo disse que os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, e do Planejamento, Guido Mantega, fizeram uma exposição sobre a situação das contas do governo e da execução orçamentária. Segundo Rebelo, o presidente e o governo "perseguem" como uma situação de necessidade o êxito e a agilidade, não apenas da execução do orçamento como também das tarefas da administração. O ministro da coordenação política também disse que o Lula pediu a todos os ministros contribuição para a ampliação e desenvolvimento do comércio exterior. "Essa tem sido uma agenda vitoriosa, com o crescimento das exportações", afirmou. EmpenhoRebelo contou que o presidente pediu aos ministros que ajudem para que a Medida Provisória que estabelece o mínimo em R$ 260,00 seja agora aprovada no Senado. Segundo o ministro, Lula registrou na reunião a vitória obtida na Câmara dos Deputados na aprovação da MP. Ao ser questionado se o presidente considera a votação no Senado mais difícil, Rebelo respondeu apenas: "Não considerou".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.