Lula classifica de ´virtuoso´ relacionamento com Congresso

Ao discursar durante a posse do novo grupo de líderes do governo no Congresso, nesta quinta-feira, 8, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o resultado da relação de seu primeiro mandato com o Congresso foi "o mais virtuoso possível". "Não teve tema importante que não foi votado, com exceção da reforma tributária", disse Lula, sem fazer referência às CPIs que marcaram metade do seu primeiro mandato. Ao escolher a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) para líder do governo no Congresso; o deputado José Múcio (PTB-PE), para a liderança na Câmara; e manter Romero Jucá (PMDB-RR) como líder no Senado, Lula disse estar mudando a maneira de governar. "Com a eleição de Chinaglia, resolvi ampliar o jeito das lideranças que tínhamos no primeiro mandato", afirmou Lula, referindo-se à menor presença do PT nos postos importantes do Congresso. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não compareceu à cerimônia, descontente com o governo após o fracasso da candidatura de Nelson Jobim à presidência do PMDB. Renan considera que o governo apoiou a candidatura de Michel Temer (SP). Mas o senador José Sarney (PMDB-AP), aliado de Renan, esteve presente, prestigiando a posse da filha Roseana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.