Lula chega à Nicarágua e promete apoio ao país

O presidente Luiz Inácio Lula da Silvachegou na noite de terça-feira à Nicarágua para iniciar aprimeira visita oficial de um mandatário brasileiro ao país. Lula disse que espera assinar uma série de acordos decooperação com o presidente Daniel Ortega. "O Brasil está disposto a concluir tantos acordos quantoforem necessários para que possamos contribuir com ocrescimento, o desenvolvimento e a justiça social aqui naNicarágua", afirmou Lula. Um dos acordos deve ser no setor energético da Nicarágua,que sofre apagões diários devido a um déficit em sua capacidadede geração elétrica. Daniel Ortega, que governou a Nicarágua pela primeira vezna década de 1980 com oposição dos Estados Unidos e apoio deCuba e da extinta União Soviética, recordou dezenas deencontros com Lula no passado. "Nos sentimos muito contentes e muito honrados em recebê-locomo presidente", disse Ortega, depois de citar seu primeiroencontro com Lula, em fevereiro de 1980, no Brasil. Lula esteve na Nicarágua pela primeira vez como lídersindical em 1980, no primeiro aniversário da revoluçãosandinista que derrubou o ditador Anastasio Somoza. Depois,viajou ao país diversas vezes. Após o fim do primeiro governo sandinista (1979-1990), Lulavisitou a Nicarágua como dirigente do Partido dos Trabalhadores(PT) para participar de reuniões do Foro de São Paulo, queagrupa partidos de esquerda da América Latina. Lula iniciou no domingo uma viagem para impulsionarnegócios de empresas brasileiras. O presidente já passou peloMéxico e por Honduras e, depois da Nicarágua, irá para aJamaica e para o Panamá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.