Lula avisa os adversários: 'Dilma não vai parar de viajar'

Presidente classificou de 'absurdas' as afirmações dos adversários de que ele está em campanha pró-ministra

Monica Bernardes, da Agência Estado ,

13 de fevereiro de 2009 | 12h43

Irritado com as declarações da cúpula do DEM e do PSDB - que ameaçam acionar à Justiça por entenderem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estaria em campanha antecipada em favor da ministra Dilma Rousseff, o petista classificou as afirmações dos adversários de "absurdas". "Agora só falta quererem proibir a Dilma de fiscalizar e acompanhar as obras do PAC. Ela é a coordenadora de tudo isso. Este é o tipo do pensamento pequeno", sentenciou Lula, em Recife, onde participou da visita ao primeiro projeto de produção de aquicultura em águas marinhas no País.   Veja também: Lula ignora críticas e mantém campanha pró-Dilma   Corrida para 2010 já começou?  Veja como foi a viagem de Dilma a Pernambuco O balanço do PAC   O Presidente também visitou o Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil em Ceará-Mirim, Rio Grande do Norte, que funciona em 18 assentamentos de reforma agrária do município e gera renda média mensal de R$ 750 para 793 famílias beneficiadas.   Na última quinta, durante visita às obras da Ferrovia Transnordestina e de duplicação da BR-101, o clima pró-Dilma deu a tônica dos discursos. Nesta sexta, a ministra não acompanhou a programação da comitiva presidencial. Ela participou da inauguração de obras do PAC em São Leopoldo, a 33 km de Porto Alegre, onde lançou novas obras e respondeu aos opositores que criticam o programa. "A maquiagem pode estar no meu batom, mas nas obras do PAC não, porque elas são reais e estão aí para os senhores verem", discursou a ministra.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaDilmaPAC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.