Lula assume postura de candidato no jantar com o PMDB

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu uma postura de candidato à reeleição, durante o jantar realizado ontem com a bancada do PMDB no Senado, na casa do senador Ney Suassuna (PMDB-PB). "O presidente estava empolgado e entusiasmado e com uma postura de candidato à reeleição", afirmou o senador Gilvan Borges (PMDB-AP), que participou do jantar. Segundo ele, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, fez uma exposição detalhada sobre os programas sociais e de infra-estrutura. O presidente, segundo relato de Borges, insistiu em afirmar que este ano vai viajar pelos Estados para inaugurar obras e destacou a operação tapa-buraco de recuperação emergencial de rodovias, que seu governo está executando nos Estados.Ao apresentar os dados sobre os programas do governo, o presidente, na avaliação de Gilvan Borges,teria usado os números positivos para atrair o apoio do PMDB à sua reeleição. Embora alguns senadores tenham afirmado que Lula teria dito que só vai decidir a rua reeleição em junho, Gilvan Borges disse que não ouviu isso do presidente. Mas observou que várias "rodinhas" foram formadas em torno de Lula, durante o jantar.Além de Dilma Rousseff, participaram também do jantar o ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner, e dois dos três ministros do PMDB: Silas Rondeau, de Minas e Energia, e Saraiva Guerreiro, da Saúde. Hélio Costa, das Comunicações, viajou para os Estados Unidos e voltará somente na próxima semana. Participaram também as senadoras petistas Ana Júlia (PA) e Ideli Salvatti (SC) e o líder do PMDB na Câmara, Wilson Santiago (PB).

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2006 | 12h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.