Lula assiste a filme 3D e brinca sobre álcool na Petrobras

Presidente tentou relacionar o aumento do uso de álcool nos motores à diminuição no consumo de bebidas

Kelly Lima e Felipe Werneck, do Estadão,

26 Outubro 2007 | 14h58

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma brincadeira nesta sexta-feira, 26, ao tentar relacionar o aumento do uso de álcool nos motores dos veículos a uma possível diminuição do consumo de bebida alcoólica. Acompanhado dos ministros de Minas e Energia, Nelson Hubner, e de Ciências e Tecnologia, Sergio Resende, Lula fez uma visita ao Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) para conhecer a tecnologia de produção de etanol a partir do bagaço de cana-de-açúcar, em planta piloto existente no local, e assistiu a um filme 3D sobre o centro de pesquisa.   A visita não pôde ser acompanhada por jornalistas, apenas por profissionais da imagem (cinegrafistas e fotógrafos) e foi gravada pelas câmeras de TV: "O que vocês estão vendo é álcool. Agora, isso aqui foi feito de bagaço de cana, que normalmente é jogado fora, queimado, ou qualquer coisa para as caldeiras das empresas. Mas vocês imaginem que logo logo vocês vão estar, todo mundo, utilizando carro que não precisa mais beber nada, porque vocês vão estar com álcool, sabe, tocando o motor de vocês. Aí então vai diminuir a bebida pelo uso de álcool no motor do carro" (sic), disse o presidente segurando um frasco com o combustível.   A frase foi interpretada de maneira dúbia e gerou dúvidas sobre seu contexto, mas a assessoria de imprensa da Presidência esclareceu que a brincadeira comumente é feita por Lula, relacionando o consumo de álcool automotivo e o consumo de bebida alcoólica. Na prática, técnicos do setor esclarecem que não há qualquer relação entre os dois tipos de consumidores, já que trata-se de processos diferenciados de produção.   O presidente se reúne ainda com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e a diretoria da Petrobras. A pauta da reunião, segundo a assessoria da estatal, é relativa ao andamento das obras da Petrobras incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas há a expectativa de que sejam anunciadas substituições de diretores, já que o PMDB tem pleiteado a vaga dos diretores de Exploração e Produção, Guilherme Estrella, e da área Internacional, Nestor Cerveró.    

Mais conteúdo sobre:
Lula Petrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.