Lula assina MP que regula uso de imóveis para fim social

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou neste sábado medida provisória que regula a utilização de imóveis da União para uso social, por exemplo para sediar associações ou cooperativas, no regime de concessão de uso por tempo indeterminado, e também para fins habitacionais. "A União não precisa ter toda essa quantidade de imóveis que tem", disse o presidente, que participou na manhã deste sábado de cerimônia de Natal realizada com catadores e moradores de rua. A idéia, segundo ele, é que imóveis da União espalhados por todo o Brasil possam ser concedidos para essa finalidade. Durante o evento, em que assistiu apresentações de teatro e música ligados à realidade dos catadores, Lula ouviu queixas de representantes do segmento, sobretudo relacionadas à violência policial e às dificuldades para a formalização da categoria. Acompanhavam o presidente a primeira-dama, Marisa Letícia, e os ministros do Trabalho, Luiz Marinho, e da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Lula prometeu "cuidar" dos trabalhadores e disse que foi eleito "para fazer mais e melhor do que no primeiro mandato", referindo-se às discussões em torno do salário mínimo de R$ 380. Em determinado momento, sem citar a quem se referia, o presidente da República afirmou que com o tempo passou a perceber "quem eram os amigos que só aparecem na hora da festa, quem são aqueles que só chegam na hora da comida, e quem são aqueles que nos ajudam a colher e a preparar a comida", colocando os trabalhadores nessa última condição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.