Lula aproveita evento de educação para criticar Serra

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou o discurso na cerimônia de lançamento do Plano Nacional de Formação de Professores para cutucar o governador de São Paulo, José Serra, um de seus principais opositores e virtual adversário do governo nas eleições presidenciais de 2010. Enquanto elogiava as ações federais na educação, Lula lembrou dois problemas recentes na área em São Paulo: a distribuição de uma apostila de geografia em que constavam dois Paraguais e um livro destinado a crianças de terceira série com termos chulos e palavrões. "Vocês nunca mais vão ver um mapa com dois Paraguais ou um livro de formação sexual, como se tentou fazer", disse o presidente, para uma plateia de reitores e educadores, sem citar São Paulo ou o governador diretamente.

LISANDRA PARAGUASSÚ E TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 20h22

Um dos casos mencionados por Lula aconteceu com uma apostila de geografia para 6ª série. No mapa da América Latina, o Paraguai aparecia na sua posição normal, mas também no lugar do Uruguai, que não estava em lugar algum. Também não havia linha de fronteira entre Paraguai e Bolívia. As apostilas foram recolhidas. O segundo caso, mais recente, foi a distribuição de um livro com 11 histórias em quadrinhos para alunos da 3ª série do ensino fundamental com expressões chulas e palavrões usados para se referir a relações sexuais. O livro deveria ser usado para aulas de educação sexual e, de acordo com a secretaria de educação, foi distribuído aos alunos por engano.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010LulaJosé Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.