Lula aponta idioma como obstáculo entre latino-americanos

O Brasil não faz parte da América Latina. Pelo menos, assim indicou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na abertura da 2ª Reunião de Cúpula da Comunidade Sul-americana de Nações (Casa), em uma tentativa de desculpar-se por discursar em português e por não ter carregado consigo um tradutor para o espanhol. "Eu sempre tenho uma preocupação, quando fazemos um encontro entre brasileiros e latino-americanos, porque nem sempre os latino-americanos entendem português e nem sempre os brasileiros entendem os latino-americanos", confundiu-se Lula, ao falar em improviso. "Eu fico olhando para a cara do (venezuelano Hugo) Chávez e sei que ele tem dificuldade para entender o português e, muitas vezes, eu fico conversando com o companheiro e não entendo todas as palavras em espanhol." Em seu discurso, Lula falou como um veterano reeleito e tentou emplacar sua imagem de liderança no processo de integração da América do Sul. Insistiu que nenhum país da região pode atuar isoladamente, que espera a conclusão do ato constitucional da Casa até o final de 2007 e que deve ser organizado um encontro de ministros de Indústria dos 12 países no ano que vem, como meio de promover a integração de cadeias produtivas. O líder Lula ainda prometeu que o Brasil vai importar mais produtos da vizinhança, estimular as trocas com pagamento nas moedas locais e impulsionar as interligações físicas e energéticas na América do Sul, com financiamento brasileiro. Em um claro sinal de respaldo à atuação de Evo Morales, como anfitrião do encontro, Lula deu apoio à inclusão de um programa de metas sociais para os membros da Comunidade. Mas foi além: sugeriu que Cochabamba, nos Andes e a 2.600 metros de altitude, seja a sede de um futuro Parlamento da Casa. Nem o Mercosul ainda tem um igual. Seu Parlamento deverá ser precariamente instalado no próximo dia 14, em Brasília.

Agencia Estado,

09 Dezembro 2006 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.