Lula anuncia programa de atendimento médico de urgência

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, no seu programa Café com o Presidente, que o governo lançará no próximo dia 26, o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), chamado de pré-hospitalar. Durante o programa, o ministro da Saúde, Humberto Costa, explicou que "em caso de um acidente, um mal subito; um mal estar, as pessoas poderão ligar para o número 192 e pedir o atendimento. O serviço deve estar funcionando até o final de ano em 1500 municípios. Do outro lado da linha haverá um médico para analisar as queixas que a pessoa apresenta. Se for o caso, ela vai encaminhar uma equipe para atendimento emergencial?, explicou.Segundo o ministro, isto vai fazer diferença para muita gente que morre por falta de socorro imediato ou então fica com sequelas porque não foi atendida no primeiro momento. ?E mais do que isto: vai ajudar a organizar o sistema de emergência, mostrando que local as pessoas devem procurar, no caso de não ser de urgência, evitando concentrar o atendimento nos grandes hospitais de urgência do Brasil".O programa marcou o Dia Mundial da Saúde que se comemora hoje. "Nós vamos lancá-lo no dia 26 de abril, vamos entregar uma quantidade significativa de ambulâncias a prefeitos e governadores e até o final do ano nós teremos aproximadamente 118 milhões de pessoas do Brasil tendo acesso ao atendimento do serviço. No total serão 1.480 para atender os 1.500 municípios".O presidente Lula explicou também que "os principais municípios do Brasil serão atendidos. E cada município que tiver ambulância vai atender também o município vizinho". E Humberto Costa complementou: "A idéia é que tenhamos uma central de atendimento, de regulação, e nos municípios próximos, uma ambulância mais simples para cada 250 mil habitantes e uma UTI para cada 500 mil habitantes que fará o atendimento nestes locais". No programa de rádio, Lula praticamente repetiu parte do programa de segunda-feira última, quando anunciou a dentadura de graça, dentro do seu programa de saúde bucal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.