Lula anuncia investimentos de R$ 4,32 bi do PAC em SP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva liberou hoje R$ 4,32 bilhões em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o Estado de São Paulo, em eventos realizados na capital, em Santos e em Santo André. Na capital paulista, o anúncio foi feito na favela de Heliópolis, uma das maiores da cidade. O presidente esteve acompanhado de ministros, parlamentares, do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e do prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM), ambos de partidos de oposição ao PT do presidente Lula.Para justificar o fato de três governantes de partidos opositores estarem unidos para o lançamento de um pacote de obras de habitação, transporte, saneamento e urbanização, o presidente Lula falou que o evento de hoje não se resume apenas à liberação de recursos. "Estamos fazendo um processo de reparação da irresponsabilidade que há 30, 40 anos os prefeitos e governadores tiveram com os pobres deste País", disse. Segundo Lula, seu governo "está apenas cumprindo com a obrigação de governar para os mais necessitados".A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, também presente no evento, destacou que o PAC é apartidário. Ela citou que, do total de R$ 504 bilhões que o presidente Lula destinou às obras deste programa no período de 2007 a 2010, o montante destinado para o Estado de São Paulo é de R$ 112 bilhões, ou seja, mais de 20%. "Esta parceria do governo federal com o governo de São Paulo rompe com os padrões de política que era feita no Brasil, onde só recebia dinheiro quem concordava com o governante", completou.José Serra e Gilberto Kassab também discursaram na mesma linha e elogiaram a parceira firmada com o governo federal. No discurso que fez, Serra também provocou o presidente Lula, falando do Corinthians na Série B. Palmeirense roxo, Serra disse que torce para o Corinthians volte para a Primeira Divisão e falou que Lula tem um pouco de Palmeiras, numa referência ao fato do filho caçula do presidente trabalhar na equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo. A provocação de Serra não ficou sem resposta. "Eu queria lembrar o Serra que o Corinthians só foi para a Segunda Divisão porque o Palmeiras já tem um título de campeão da Série B e nós não podemos ficar atrás", brincou Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.