Lula anuncia candidatura até início de março, diz Wagner

O ministro Jacques Wagner, das Relações Institucionais, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve anunciar sua candidatura à reeleição entre o final de fevereiro e o início de março. Ele deu essas declarações por telefone em entrevista à Rádio Metrópole de Salvador, pouco antes do presidente Lula desembarcar na Base Aérea da cidade, de onde um helicóptero da Aeronáutica o levou para a Base Naval de Aratu. Segundo Jaques Wagner, embora Lula não tenha autorizado oficialmente a divulgação de sua candidatura à reeleição, está praticamente tudo certo dentro do PT para que isso ocorra. Wagner também confirmou que será candidato ao governo da Bahia.Embora venha afirmando que ainda não decidiu se tentará a reeleição, o presidente Lula vai se reunir na segunda quinzena deste mês com dirigentes de partidos aliados para começar a preparar sua candidatura. Quer ver com quem pode contar e como estão os preparativos para a montagem dos palanques estaduais. Embora Lula diga que só vai decidir no meio do ano se disputará um segundo mandato, esse tema domina a agenda do governo, no Palácio do Planalto, só se falou nisso. "No governo, no PT, na base aliada, todo mundo considera certa a decisão do presidente Lula de disputar a reeleição", afirmou Wagner, na última segunda-feira. Ele é o responsável pela organização da reunião com os representantes dos partidos aliados.A versão oficial é de que o encontro será para tratar de assuntos mais administrativos. "O presidente vai reunir os dirigentes partidários para saber se as reivindicações deles quanto a projetos a serem incluídos no orçamento da União foram atendidos e também para tratar das votações no Congresso", disse Wagner, no início da semana.O ministro não escondeu, porém, que não há como abstrair a eleição de outubro de todas as conversas, de agora em diante. "O presidente está fazendo as contas. Em tese, ele tem até junho para se decidir, mas esse é um prazo longo, porque seria muito difícil o rearranjo partidário em tão pouco tempo, não só no PT e nos partidos da base, mas também na oposição", admitiu. Apesar de ressalvar que a decisão é "pessoal", Wagner observou que a candidatura de Lula deve ser anunciada logo depois do carnaval, em março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.