Lula anuncia agência antitráfico em encontro com Obama

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou ontem ao colega americano Barack Obama, durante encontro na Casa Branca, que os países da América Latina vão criar sua própria agência de combate ao narcotráfico. O objetivo, segundo ele, é evitar que haja ?ingerência? externa no tratamento dessa questão.

AE, Agencia Estado

15 de março de 2009 | 08h43

?Na Unasul (União de Nações Sul-Americanas) nós queremos criar nosso conselho de combate ao narcotráfico, para não ter ingerência dos países ricos?, contou o presidente brasileiro, em entrevista coletiva concedida após o encontro com Obama. ?Os outros países que cuidem de seus consumidores (de drogas).?

Na avaliação de Lula, os Estados Unidos precisam deixar de se comportar como ?fiscal? e olhar de forma diferente para a América Latina. ?Eles precisam nos olhar com espírito de parceria, não de fiscal que vai vigiar ou combater a luta armada?, afirmou. ?Isso não existe mais.?

De acordo com o presidente brasileiro, é preciso que os EUA compreendam que a América Latina vive hoje uma experiência de crescimento econômico e democracia. ?Embora haja divergências de visões sobre o que é democracia?, observou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaObamaencontro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.