Lula afirma que Meirelles continuará no comando do BC

Em meio a críticas vindas do PT e do governo contra a política econômica, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou na terça-feira, 13, a permanência de Henrique Meirelles na presidência do Banco Central (BC). A confirmação da participação de Meirelles no segundo mandato se deu durante conversa entre o presidente Lula, ministros e parlamentares, no Palácio do Planalto. "Sempre tive perfeita consciência de que não poderia desestabilizar a economia", afirmou Lula, segundo relato de um interlocutor. "Por isso, Henrique Meirelles fica." Confiança Na conversa, o presidente disse que não faria nenhum movimento que pudesse pôr em dúvida a estabilidade da economia e reconheceu o papel fundamental do presidente do BC na conquista da confiança de investidores. Segundo um participante do encontro, o presidente Lula disse que não quer mais ouvir falar em disputas pelo comando do BC ou supostos atritos entre Meirelles e o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O presidente ressaltou que, apesar das críticas ao comando do BC, é dele próprio a responsabilidade pela política econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.