Lula afasta cúpula da Abin para investigar denúncia de grampos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silvadecidiu nesta segunda-feira afastar temporariamente toda acúpula da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), apósdenúncias de escutas telefônicas ilegais. O afastamento é temporário até que a investigação sobre ossupostos grampos, a ser feita pelo Ministério Público e pelaPolícia Federal, seja concluída, disseram fonte do Planalto A avaliação do Planalto foi de que o afastamento teria umalto custo político, mas era necessário para afastar um riscode crise institucional. Denúncia publicada na revista Veja, tendo como fonte umagente anônimo da Abin, acusa a agência de grampear telefonemasdo presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, deministros do governo Lula e de políticos da situação e daoposição. (Reportagem de Natuza Nery)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.